Immigrants and public open spaces in Portugal

Eva Silveirinha de Oliveira

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

Abstract

A composição multi-étnica das sociedades e a correspondente mutação na paisagem cultural das cidades leva à necessidade de reconhecimento de uma nova amplitude de necessidades, preferências e padrões de utilização dos espaços públicos exteriores por parte de diferentes comunidades com diferentes experiências culturais. Para a arquitectura paisagista, como para outras disciplinas de planeamento e desenho urbano, torna-se cada vez mais pertinente entender as necessidades destas novas sociedades multiculturais, de modo a que esta compreensão possa contribuir cientificamente para a constituição de políticas de inclusão social e cultural. Neste sentido, o presente artigo explora a utilização dos espaços exteriores pelas comunidades imigrantes brasileira, cabo-verdiana e ucraniana na área da Grande Lisboa. Através de entrevistas focalizadas de grupo recolheu-se informações qualitativas sobre a presente vivência dos espaços em Portugal: preferências, actividades, percepções; focando também valores, memórias e vivências no país de origem. Foram encontradas diferenças, mas também algumas similaridades quanto às preferências e padrões de uso e actividades.

Translated title of the contributionImmigrants and public open spaces in Portugal
Original languageOther
Pages (from-to)109-133
JournalRevista Migrações
Volume4
Publication statusPublished - Apr 2009

Keywords

  • imigrantes
  • espaços exteriores
  • actividades
  • preferências
  • arquitectura paisagista

Fingerprint

Dive into the research topics of 'Immigrants and public open spaces in Portugal'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this